quarta-feira, 9 de março de 2011

M de Mulher (I wanna hold your hand)

Ontem foi o Dia Internacional da Mulher, o que quer que isso signifique.
Acho ridículo termos que ter dias específicos para nos lembrarmos das coisas importantes e que nos acompanham no dia a dia. Não preciso de um dia que me diga que sou MULHER, assim como não preciso que me lembrem que tenho a melhor Mãe do Mundo ou que o meu pai é um Super Pai... e por aí fora.
Mas há uma tradição que adoro neste dia: todos os anos aguardo a mensagem que o meu pai escreve para as mulheres que preenchem a sua vida. Provavelmente ele não sabe disto (talvez porque nunca lhe disse) mas enquanto não recebo a famosa sms ou email estou sempre a verificar o telemóvel ou a fazer refresh na caixa de email para ver se recebi alguma coisa. Parece que me dá algum poder! É estanho eu sei mas é o que me transmite. Hoje, como todos os outros anos, ela lá chegou e mais uma vez me emocionei...
Diz-se, e com muita razão, que por trás de um grande homem está uma grande mulher e eu sei que isso não é apenas mais um ditado popular pois a mulher que o inspira é das pessoas mais lindas que eu conheço: a minha Mãe. Dizem que somos parecidas e confesso que concordo com esse pensamento. Personalidade forte, teimosas (mas apenas porque defendemos as nossas ideias com unhas e dentes), protectoras, amigas, confidentes ... estas são apenas algumas das características que temos em comum.
Sei que nem sempre lhe demonstro o quanto gosto dela e como gostava de estar mais perto para lhe dar o mimo todo que sei que necessita. Mas o que quero que ela saiba é que me inspiro nela todos os dias e penso muitas vezes "como é que a mãe faria" antes de tomar decisões.
Quero que ela saiba que graças às nossas conversas e às nossas partilhas cada vez me sinto uma mulher com M cada vez maior. Cada palavra de incentivo foi ouvida. Cada reprimenda corrigida. Todos os mimos retribuídos. Por isso hoje presto homenagem à mulher que me deu vida, à mulher que me deu nome... à minha mãe. Para ti fica esta música nesta versão que me arrepia de cada vez que oiço.

2 comentários:

  1. Que coisa bonita, Sara linda! Acredita que também nos inspiras! Muitos muitos beijos!!!

    ResponderEliminar

E tu, o que pensas disto?